6 sintomas que provam que VOCÊ é GordofóbicX

6 sintomas que provam que VOCÊ é GordofóbicX

 

Oi, meus amores? Como estão??? Eu tô ÓTIMA, Sumida, mas tô ÓTIMAAAAAA!!!!

Recebi essa contribuição do Wellington, um querido que foi meu professor na faculdade, sobre nossas várias conversas de Facebook. Wellington compartilha das mesmas sensações e preconceitos  que nós, gordas, vivemos diariamente!!!!

Vamos lá? Uma pequena lista de 6 sintomas que provam que você é GORDOFÓBICX:

1 – Não consegue olhar pra uma pessoa gorda sem percebê-la como uma bomba pronta para explodir: tem gordas que fazem exames regularmente e que têm as taxas de diabetes e colesterol mais saudáveis do que muitas pessoas magras mas, ainda assim, são considerados doentes o tempo todo.

Você sabia que na idade média as gordas eram consideradas os referenciais de beleza e saúde? Será que essa ideia do gorda doente também não está relacionada ao padrão de beleza que se tornou normativo? Vale a pena pensar.

2 – Não admite ver uma gorda tendo um relacionamento com alguém dentro do padrão aceitável de beleza sem achar estranho – e depois diz acreditar que somos livres para amar a quem quisermos.

3 – Você acha uma pessoa gorda engraçado só por que ela é gorda – e geralmente não faz questão de disfarçar o olhar e a risada. Já reparou como você é escravo do padrão de “beleza” e “boa forma” imposto pela sociedade?

4 – Não tem certeza de que a pessoa gorda vai comer mais do que todo mundo na festa e no almoço de família e faz questão de soltar essa piadinha: “porra gorda, para de comer”. Não percebe o quanto é inconveniente.

5 – Quando quer agradar a pessoa gorda, faz questão de dizer que ela não é gorda, por mais que o espelho lhe diga o contrário. E mais, revela que, na sua concepção, ser gorda é um defeito.


6 – Se sente no direito de patrulhar uma gorda quando acha que ele está “passando dos limites”: vale dizer que não se faz a mesma patrulha com pessoas magras diagnosticadas como doentes. O dia que você perceber que seu amigo ou parente apresenta dificuldades que pareçam ligadas ao peso ( dificuldade ao andar, ofegância, etc) pergunte – em particular – se ele está bem e se precisa de ajuda.

No mais, não há problema em se deixar de ser gorda. Ficar ou não assim é uma escolha, repleta de conseqüências como qualquer outra decisão. Só não insista na ideia de que essa é a única opção para ser feliz, OK? E por mais que você diga querer o bem da pessoa, não se esqueça: ser gordofóbica não está com nada.

E aí, galera, curtiram essa lista? Tem alguma contribuição pra gente? Deixem seus comentários!!!!!

TWITTER

INSTAGRAM

FACEBOOK

YOUTUBE

SNAPCHAT: grandestima

Beijo, Beijos!!!

Comente com Facebook:


Tags assigned to this article:
aceitaçãoamadurecimentoatitudepreconceito

Related Articles

EscutaModaPlus – Nós Queremos Ser Ouvidas!

#EscutaModaPlus -Nós queremos Ser Ouvidas

O início da nossa caminhada!

Oi, pessoas, tudo bem?!!??! Essa é a primeira postagem do GRANDESTIMA  e confesso que fiquei desorientada sobre o que escrever,

Ju Romano: Uma Gorda Na Revista

Boa noite, gente! Essa semana saiu a revista de aniversário da Elle Brasil, com a linda da Ju Romano, mostrando lindamente

1 comment

Write a comment
  1. Deborah Pereira
    Deborah Pereira 7 setembro, 2015, 17:56

    Muito bom!
    Só acho que tem que tomar cuidado ao afirmar ‘ficar ou não assim é uma escolha’, pq não é bem assim.

    Reply this comment

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*