Dia Internacional da Mulher: Eu preciso falar sobre MÃE SOLO

Dia Internacional da Mulher: Eu preciso falar sobre MÃE SOLO

8 de Março de 2017. Dia Internacional da Mulher. Eu preciso falar com vocês sobre mãe solo.

Estive ontem, dia 07/03/2017, em um PAM (Posto de Atendimento Médico) para acompanhar minha prima no pré-natal. E eu sabia que a minha veia problematizadora em algum momento iria saltar. Quando nós chegamos, o lugar já estava REPLETO de mulheres grávidas, uma barriga maior que outra, uma cara de cansaço maior que a outra, e 1 homem acompanho… APENAS 1 HOMEM ACOMPANHANDO SUA NAMORADA.

Tirando a Menina que estava com o namorado, e eu com a minha prima, ZERO acompanhantes para outras moças… ZERO! (E bota aí, pra mais de 20 mulheres!)

Isso fez a minha cabeça APITAR durante toda a tarde.

Por onde estariam os homens responsáveis por essas crianças no ventre? Comecei a sondar as meninas, conversando com uma e outra, e algumas delas contaram que a gravidez é solo, e que foram abandonadas pelo pai da criança, por N Motivos.

Algumas falaram sobre a gravidez não ser desejada, e que o cara NÃO QUER ASSUMIR, em um outro caso, que o pai vai assumir, mas não quer a responsabilidade de ter que ficar indo em consulta, porque já tem outra família; em outro caso, a menina disse que o marido dela não gosta de ficar no meio de um monte de mulher e fica irritado de ir até a consulta.

Nossa, isso me deixou chocada! Principalmente, porque eu estava acompanhando minha prima, que não está mais namorando o pai da criança, e que o cara tá pouco se lixando pra ela e pro bebê. Inclusive, ele disse que é RESPONSABILIDADE DELA OS EXAMES!!!!

Quando eu entrei na sala com a minha prima, a Doutora ficou surpresa, mas falou que é muito importante que as grávidas ESTEJAM ACOMPANHADAS! Agradeceu minha ida até lá, a paciência de esperar quase 5 horas e foi uma delicadeza com a minha prima.

Então, eu fiquei pensando sobre essa lance de abandono. Por mais que muitas mulheres ali dissessem que são casadas, não havia um acompanhante com elas.

E isso me lembrou uma coisa que minha mãe me disse uma vez:

“Thais, os filhos são nossos! Saíram da gente… O nosso amor de mãe ultrapassa qualquer barreira. Pai nunca vai saber que amor é esse!”.

Isso é triste… Muito Triste!

8 DE MARÇO: Eu preciso falar sobre MÃE SOLOMas voltando às mães solo. Eu fiquei pensando sobre isso, porque minha mãe foi mãe solo. Minhas tias foram mães solo, minha prima mais velha foi mãe solo, e hoje, a minha prima que está grávida é mãe solo.

O que eu mais escuto por aí, são pessoas culpabilizando mães solo por elas não terem os pais das crianças presente.

–  A CULPA É SUA!

– VOCÊ É LOUCA!

– DEU PORQUE QUIS!

– NÃO SOUBE ESCOLHER O HOMEM CERTO!

– E EU SEI LÁ SE ESSA CRIANÇA É MINHA!

Ninguém NUNCA culpa o homem por abandonar uma mulher com um filho na barriga. Não é obrigação dele ficar com a mãe do filho pra sempre, mas é OBRIGAÇÃO dele assumir e ter responsabilidade!

Toda a sociedade quer falar sobre a nossa saúde, sobre o fato de usarmos camisinha, de tomarmos pílula… Mas ninguém julga o homem que diz que uma camisinha APERTA MUITO!

“É SÓ GOZAR FORA!!!”

ME POUPE, BABACA!

Quando a minha mãe descobriu que estava grávida de mim, e que não era uma gravidez planejada, ela tentou tirar inúmeras vezes. Meu pai, disse que mataria ela caso ela tirasse…

Sabe quantas vezes meu pai me ajudou nesses 28 anos???

ZERO VEZES!

Sabe quantas vezes minha mãe ouviu que ela não era digna por ser mãe solo?

INÚMERAS VEZES!

Sabe quantas vezes eu e meu irmão fomos agredidos verbalmente por vizinhos que nos chamavam de “filhos de puta”???

INCONTÁVEIS VEZES!

Sabe quantas vezes eu ouvi homens dizendo que não se envolvem com mulheres que têm filhos? VÁRIAS VEZES!

Enquanto eu tô escrevendo esse texto aqui minha prima tá discutindo com a vó da criança (mãe do pai da criança) porque ele disse que o filho não é DELE e não TEM DINHEIRO PRA ASSUMIR.

Minha prima precisou ir ao médico pois estava passando mal, sabe o que o pai da criança falou? SE VIRA!

Esses não são os primeiros casos, e não serão os últimos!

Enquanto a sociedade não respeitar e humanizar mães solo, e tratarem como algo natural homens abandonarem suas mulheres, a gente vai perder horas de sono, horas de diálogo, e horas da nossa saúde mental, tentando debater um assunto que a maioria chama de MIMIMI.

Respeitem as mães solo.

Respeitem a dificuldade que é estar sozinha enquanto a sociedade tá querendo te destruir.

E se for pra atrapalhar, mete o pé porque a tua opinião não é relevante!!!

TWITTER

INSTAGRAM

FACEBOOK

YOUTUBE

SNAPCHAT: grandestima

Beijo, Beijos!!!

Comente com Facebook:


Postagens Relacionadas

Sem comentários

Faça um comentário
Ainda não foi comentado! Seja o primeiro a comentar este post!

Faça um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: